domingo, 18 de fevereiro de 2018

As mulheres são cruéis...

As mulheres são cruéis.

Sim, digo isto no meu perfeito juízo sabendo que me incluo neste conjunto.



Um dos grandes problemas do mundo é a falta de união entre as pessoas. E isso entre as mulheres provoca guerras e conflitos bastante desnecessários.

Em vez das mulheres se apoiarem e lutarem pelos seus direitos juntas não... Competem, julgam e apontam o dedo...

Uma mulher pode dizer que não é cruel e que não julga mas garanto que houve sempre aquele segundo do dia em que julgou.

Dizem que as mulheres se vestem bem e se põem mais bonitas para os homens. Não, é completamente o oposto. 


As mulheres põem-se mais bonitas para que as outras mulheres as vejam desfilar lindas e maravilhosas... Para que as outras mulheres as elogiem e invejem.

 

A maioria da crueldade entre as mulheres começa naquele pequeno olhar de troça. Aparentemente parece inocente, mas não é bem assim.


Ora, como apoiante do feminismo, digo-vos: como raio vamos mudar este mundo com direitos desiguais entre géneros se nem entre nós, mulheres, somos capazes de nos ver como iguais?

Parece que vermo-nos ao mesmo nível se trata de um insulto. Temos que estar sempre por cima para nos sentirmos bem, temos que rebaixar o outro para nos sentirmos superiores! Mas para quê? Qual é a necessidade?


Tudo mudaria se fôssemos capazes de nos olharmos ao espelho e dizermos: eu sou linda, independentemente de quem está ao meu lado. Eu sou linda e não é por tratar bem outra mulher, mesmo que essa não seja minha amiga, que irei ser menos maravilhosa. Aliás, somos mais maravilhosas quando tratamos bem a pessoa do lado, seja homem ou mulher, seja do nosso círculo de amigos ou estranha.


Não é por outro ser humano ser alto, baixo, gordo, magro, moreno ou pálido que deve ser rotulado e discriminado. Não é por insultares, magoares e humilhares que vais ser mais do que essa pessoa. Muito pelo contrário!

 

Não te esqueças, aqueles pensamentos que mandas para o universo vêm para ti em dobro. Por isso, não desejes o mal, não desejes o bem sem sinceridade só porque queres receber o bem e, acima de tudo, se não tens algo de bom para dizer abstêm-te de fazer qualquer comentário (seja por palavras ou expressões).

 

Deseja o bem porque é mesmo aquilo de que a tua alma é feita: de bondade, generosidade e amor.

 

E olha que se te amares a ti própria vais ver como é mais fácil dar amor os outros. ;)

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

4 filmes que podes ver no São Valentim

1. Juntos ao Luar


Li este livro há já vários anos e revejo o filme sempre que posso. E honestamente a história nunca deixa de me tocar! Porque fazes isto comigo Nicholas Sparks?



2. Prometo amar-te



Baseado numa história real, este é um dos filmes que mais me parte o coração e volta a juntar todos os pedacinhos. É sobre uma história de amor com um obstáculo muito difícil de ultrapassar: a perda de memória. 

Já pensaste o quanto mudaria caso perdesses a memória de todas as decisões dos teus últimos anos, de todos os pequenos momentos que passaste com os teus entes queridos e, no caso de Paige, até te esqueceres que és casada, por exemplo? Pronto, é isto que acontece neste filme e vemos como um grande amor consegue suportar tudo.



3. Um Laço de Amor


Um tipo de amor diferente e com uma pequena atriz incrivelmente "dotada" ;) Um must watch para qualquer amante de histórias de amor profundo, que neste caso é entre um tio e uma sobrinha muito especial.




4. Como ser solteira



Como não podia deixar de ser, não me podia esquecer dos meus leitores solteiros/as, como tal deixo-vos este último filme que nos mostra que antes de sermos um casal temos que ser nós próprios primeiro! E como tal, ser solteiro não significa estar sozinho, apenas significa que é um tempo que iremos dedicar a nós e só a nós.


Espero que tenham gostado das indicações. Tenham um ótimo dia!
Beijinhos, Brenda

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

5 livros para aquecer o coração

No meio deste frio não podem faltar duas coisas: uma chávena de chá bem quente e um bom livro.

Como tal deixo-vos algumas indicações de livros que prometem não só aquecer-vos o coração,como também dar a conhecer personagens incríveis e que com certeza merecem ser vossas conhecidas.

1. À procura de Alaska de John Green
Para quem segue o blog sabe que fiz resenha deste livro há bem pouco tempo (podem vê-la aqui).

Este livro conta a história de Miles, um adolescente aborrecido e sem amigos que vai para um colégio interno em busca da Grande Incógnita. Ao longo do livro apaixona-se por Alaska, uma rapariga rebelde e sem limites. Engana-se quem pensa que este se trata do típico livro de adolescentes e os seus amores e desamores. Este é um livro que nos convida a experimentar um misto de emoções tão grande que quando o livro acaba a única coisa que temos a certeza é: ao ler este livro a nossa vida acabou por ficar um pouco mais preenchida.





2. A filha da minha melhor amiga de Dorothy Koomson
Este já li há algum tempo e, mal reduzir a minha lista de livros não lidos, tenciono voltar a lê-lo.


É um livro sobre mudanças, amor próprio e, acima de tudo, é um livro sobre um pequeno ser, produto de uma traição, e ainda assim amá-lo com todas as suas forças.

Para saberem a minha opinião de forma mais completa podem ler ou reler a resenha AQUI.

 


3. O Diário da Nossa Paixão de Nicholas Sparks
Ou The Notebook para quem tem o livro em inglês como eu. Este livro foi-me oferecido pela maravilhosa Míriam Puim do Blog Prólogos e Epílogos.

Esta é uma das histórias que mais adoro e não é à toa que sempre que o filme passa na televisão faço questão de o ver como se fosse a primeira vez.

Allie e Noah são o casal mais fofo de sempre!







4. Prometo falhar de Pedro Chagas Freitas
Um autor nacional!


Apesar de não ser o meu género de livro favorito (sou leitora de história corrida) este livro não deixa de ser um ótimo companheiro para quem gosta de relaxar de livros com um enredo. Neste livro, e noutros semelhantes do autor, cada capítulo corresponde a um texto, isto é, todo o livro é formato por textos "aleatórios" sobre o amor que não precisam de ser lidos todos de uma vez para se entender.

Mas todos eles têm algo em comum: falam sobre o amor!


Este autor tem o dom de nos apresentar o amor nas suas mais variadas formas e de nós derreter o coração com as suas palavras. Para saberes mais um pouco do que achei do livro consulta a resenha.







quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Coisas que pessoas abusadoras não esperam de alguém simpático

O problema de seres uma pessoa calma e/ou simpática é que as pessoas têm tendência a assumir que és facilmente controlável. O que não esperam é respostas e atitudes como as que se seguem.

1. Dizeres não. 

Bem, esta é muito corajosa da tua parte! Tu dizeres não a algo? Reformulando: não dizeres sim a tudo? Esse é o primeiro passo para iniciares uma guerra.


2. Que argumentes e não aceites o que dizem como verdade absoluta. 

Porque a perspectiva deles não é a única que conta e fazes muito bem dar a conhecer a tua opinião (desde que com respeito, claro).


3. Que penses primeiro em ti (e não nas necessidades dessas pessoas). 

Se pensas primeiro em ti ficas logo rotulado de egoísta, mesmo que tenhas passado a vida a fazer das tripas coração por aquela pessoa.


4. Que deixes de aturá-las. 

Acontece frequentemente quando a pessoa não sabe que está a ser abusiva. Até podemos tentar fazer a situação ter um ponto de retorno, mas é quase certo que vamos falhar. Quando alguém não percebe a dica que está a abusar a única solução é afastarmo-nos pacificamente. Assim como nas guerras é melhor recuar quando vemos que dali não se ter um melhor resultado.

Mas depois há aquelas pessoas abusadoras que continuam atrás e ainda têm a lata de vir pedir, corrijo, EXIGIR explicações.


5. Que não faças tudo aquilo que te pedem ou se fazes mas não no tempo e da forma que pretendem. 

Porque as necessidades dessas pessoas é que importam e tu tens que largar tudo para as servir.


6. Que te mostres indisponível. 

Deus me livre de ter vida além de preencher as necessidades de Vossa Alteza!


7. Que sejas tu a pedir ajuda. 

É que nem pensar... É nessas horas que não sabem, não conseguem ou então jogam a cartada da amnésia e alegam que nunca fizeste nada por elas, então porque fariam algo por ti?


8.       Que sejas bem sucedido(a). 

Até podes ser mas nunca podes ser igual ou até mais bem sucedido... 


Entende, a tua vida não é tua...

Com esse tipo de pessoas a tua vida não é tua, depende das necessidades do abusador... Portanto o melhor que tens a fazer é afastares-te dessas pessoas tóxicas e viveres a tua própria vida, porque afinal ela é tua e mesmo que dêem opiniões ignora.

Às vezes gostava que a pizza fosse como essas opiniões: viesse sem ser pedida... 

As pessoas não são fantoches que outros poderão controlar, por isso deixa essas pessoas para trás e vive a TUA vida sob as TUAS regras.

O mundo será sempre dos chico espertos, que se aproveitam dos outros para subirem na vida sem terem efetivamente trabalho, desde que o permitamos. Por isso, deixa de ser um fantoche e torna o mundo melhor. ;)

Beijinhos, Brenda

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

4 coisas que tiram a credibilidade aos bloggers

1. Ser rude

Seja com fãs seja com haters. Há pessoas que simplesmente querem espalhar ódio gratuito e o nosso trabalho como produtores de conteúdo é receber feedback do nosso público. Ora, por vezes podemos receber ódio mas não é por isso que iremos ou podemos responder com menos classe.


Por isso, humildade e simpatia, sempre. Quando não temos nada de bom para dizer é melhor ficarmos calados. Sim, mesmo que tenhamos sido insultados o melhor é não responder à letra, pois uma palavra leva à outra e acaba-se por dar demasiada importância a um assunto desnecessário.

2. Anunciar sorteios que não se realizam

As pessoas interagem, comentam e partilham a página, que às vezes ganha imensos seguidores com isso, e depois sortear o vencedor está quieto.


Do mesmo modo que anunciar e não realizar também está errado efetuar o sorteio sem o fazer em direto ou gravar o mesmo. Sei lá eu se aquela "senha" não foi escolhida por simpatia ao vencedor em questão?

3. Enganar o público por likes

Dizer que está em Miami numa praia paradisíaca quando na verdade está numa praia paradisíaca dos Açores. Tirar fotos do look do dia com roupas sempre diferentes quando na verdade o que faz é "comprar" e devolver uns dias depois para poder ir comprar outras roupas diferentes para novas fotos de look. 


Hey, não julgo, mas para quê mentir? Não sei qual é o problema de dizer a verdade... Por likes? Não é como se fôssemos todos ricos para ter que andar a provar o nosso "nível social".

4. Fazer copy paste

Sejam estes cópias de posts de outras blogueiras ou sejam artigos da comunicação social. Nos tempos em que vivemos a cópia é facilmente detetável e muito rápido pede-se a credibilidade, ou pior, é-se multado por violação de direitos de autor.


Claro que há sempre a desculpa da "inspiração", mas lembrem-se, uma coisa é inspirar e outra é plagiar. Muito cuidado com isso!



E pronto, espero que tenham gostado. Se sim, comentem e digam-me se acrescentariam algo. :)

Beijinhos, Brenda

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Carta ao homem dos piropos inapropriados


Ao dizer "piropos" já devia pressupor que são inapropriados, mas para dar ênfase escrevi na mesma.

Caro homem dos piropos inapropriados,

Não, não é por a rua ser pública que estás no teu direito de olhar para mim de cima abaixo da forma e do jeito que te apetecer.

Não, não estás no teu direito de me dizer ou até achar bonita. Não te dei confiança para isso e não preciso que mo digas.

Entende: Não preciso dos teus comentários para ter uma vida completa.

Não digas "Calma, foi só um elogio". Elogios recebo de quem conheço e de quem dou espaço para isso (nota que são duas coisas diferentes). De ti não pedi nada.

"Vesteste dessa forma, queres o quê?" Excuse me? Mulheres são assediadas desde sempre, independentemente da roupa que vestem. O problema não está na roupa, está na mente que enxerga com maldade.

"Tive uma educação diferente. Hoje em dia qualquer coisa é problematizada." Não. Não mesmo. Simplesmente não uses a tua educação como argumento. Independentemente do que aprendeste no século passado as coisas evoluem, caso contrário ainda vivíamos como se vivia na idade da pedra. E acerca de problematizar, se respeitassem não havia necessidade para nos defendermos.

Não, não tenho que ter o cabelo longo para ser bonita, ou ser magra, ou usar vestidos. Não tenho que ser como tu queres. Não tenho que corresponder às tuas expectativas. Eu sou eu e quem decide a roupa que eu visto sou exclusivamente eu.

Tal como eu é que sei quem me deve tocar... E tu tentas contacto físico. E continuas sem ouvir... Empurro-te e achas que me estou a fazer de difícil.

Por fim só consigo virar costas e fugir o mais que posso. Agora sim podes ver este rabo jeitoso afastar-se, porque da próxima vez que me dirigires um olhar insinuoso não terás tanta sorte como hoje. Da próxima as palavras não serão suaves, da próxima nem haverá espaço para palavras sequer...

Porque da próxima Deus te acuda.

Porque da próxima eu não vou fugir com medo do que poderás fazer. Da próxima vez estarei preparada.

Já não me assustas.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Filmes da Disney que toda a gente viu e eu não

*spoiler: Preparem-se para ficar chocados! *

Grande parte da minha infância foi passada a ver filmes da Disney, especialmente o Rei Leão, a Cinderela e a Bela e o Monstro. Depois comecei a crescer e passei a ver muitos filmes da Barbie.

Ainda hoje, lá de vez em quando, vejo alguns dos épicos filmes da Disney, mas há uns que nunca vi, e nunca tive curiosidade em ver.

1- Pocahontas

Sei que ela canta sobre as cores do vento, mas só ouvi realmente a música ao procurá-la para este post...





2- Hércules
Semi-Deus, provavelmente é forte e convencido... e o que sei sobre o Hércules não passa disto.



Mas espera, eu já tinha ouvido esta música em algum sítio... Não sei se foi em algum filme ou concurso de música, mas a melodia não me é desconhecida!


3- Aladin
Ladrões, um romance e um tapete voador!






4- O Corcunda de Notre Dame

Um Corcunda, que vive numa cidade chamada Notre Dame?







5- Mulan

SIM, EU SEI! Este é provavelmente um dos mais conhecidos! Mas não, nunca vi. É o único que realmente conheço a história pois tenho o livro desde miúda e fartava-me de o ler, porém nunca vi o filme!

Reparem bem na "vozinha do Timon", do Rei Leão, no minuto 1:41 no vídeo:






E vocês, há algum filme da Disney super conhecido que vocês nunca tenham visto? Contem-me tudo nos comentários.
Beijinhos, Brenda